Luta Contra a Febre Aftosa

Institucional

Nossa empresa é reconhecida no mundo pela sua principal contribuição no controle da Febre Aftosa e por sua integração no trabalho com órgãos públicos e instituições científicas internacionais.
Resultado do investimento em tecnologia, e do compromisso em resolver os problemas causados pelas principais doenças que afetam o desenvolvimento da produção pecuária, em 1952 obtivemos o primeiro registro para comercialização e uso da vacina na Argentina. Na década de 90, conseguimos desenvolver a primeira vacina antiaftosa da América Latina “pura”, livre de proteínas não estruturais, que resultou na chave para o controle de focos e garantir o status sanitário nos países da região, fundamental para atuar no mercado internacional.

Hoje somos a única empresa Sul Americana que tem o registro de sua vacina em todos os países da região, com planos de vacinação contra doenças: quatro entre 10 bovinos utiliza a vacina da Biogénesis Bagó.

ANO 1997

• En 1997, ante focos detectados en Taiwán, aport

ANO 2000

• Em 2000, colocamos em funcionamento o primeiro Banco Regional de Antígenos, vacinas anti Aftosa e Reserva Tecnológica.

ANO 2006

• Desde 2006 o laboratório é provedor do Banco de Antígenos de Estados Unidos da América, México e Canadá.

ANO 2010

• Em 2010, obtivemos a licença para uso e comercialização, em caso de emergência, da vacina anti Aftosa no Canadá.

ANO 2011

• Em 2011, nos tornamos a primeira empresa a nível mundial a obter autorização para importação, distribuição e comercialização de nossas vacinas frente a uma eventual emergência sanitária nos Estado Unidos.

ANO 2013

• Em 2013, a Biogénesis Bagó e HLE Biotechnology iniciaram o projeto de trabalho em conjunto para a produção e comercialização da vacina anti Aftosa na República Popular da China. A planta industrial começará operar em 2016 com uma capacidade produtiva de 400 milhões de doses por ano. Somos a primeira e única empresa de biotecnologia do setor privado no mundo que cumpre com os padrões de qualidade requerida pelas autoridades sanitárias do governo chinês, para dar resposta ao principal problema sanitário que atinge os rebanhos asiáticos.